O meu lugar não é bom: vamos ao Laplace

A lei de Laplace, o stress da parede ventricular esquerda (VE) é diretamente proporcional à pressão intracardíaca e ao raio da câmara e inversamente proporcional à espessura da parede. A hipertrofia ventricular é, portanto, um mecanismo adaptativo que serve para reduzir o stress ventricular da parede.

A hipertrofia e a remodelagem do miocárdio prosseguem em diferentes padrões baseados no tempo e na natureza do estímulo provocatório. Quando o estímulo primário é a sobrecarga de pressão (como na estenose aórtica ou hipertensão arterial), um aumento do stress da parede durante a sístole ventricular desencadeia a adição de novas miofibrilas em paralelo, levando ao espessamento da parede à custa do tamanho da câmara, num padrão de hipertrofia concêntrica.

Quando o estímulo primário é sobrecarga de volume (como na regurgitação mitral crónica), o aumento do stress na parede durante a diastole ventricular desencadeia a replicação de sarcomeros em série, alongamento dos miócitos e dilatação da cavidade ventricular, num padrão de hipertrofia excêntrica. Portanto, embora tanto a pressão crónica como a sobrecarga de volume estejam associadas a um aumento compensatório da massa do VE, o padrão de hipertrofia é distinto em cada caso.

👉 Agora vá descobrir como pode aplicar isto a um estudo de ecocardiografia. 💡🙃


Hilaryano Ferreira, MD.

Contact Us

Tel: +351961099955; +351215898575

Email: eurekamedical@icloud.com

Book a Consultation

Subscribe to Our Newsletter

Payment methods 

  • LinkedIn - White Circle
  • Instagram - White Circle

©2020 Eureka Medical.  All rights reserved. 

  • Black LinkedIn Icon
  • Instagram
Eureka-Medical-Lda.png
0